Maio 27, 2020

Sementes de Cardamomo

Considerado como uma das especiarias mais caras e mais antigas do mundo, o Cardamomo é originário do continente Asiático, especificamente das florestas no sul da Índia, onde cresce selvagem. Também cresce no Sri Lanka, na Guatemala, na Indochina e na Tanzânia. O uso de cardamomo cresceu bastante desde o início do século XIX e, como medicamento, pode ser usado para refrescar a respiração, acalmar infeções e auxiliar na digestão. Os antigos egípcios mastigavam sementes de cardamomo para limpar os dentes, hábito mantido ainda hoje na Índia, os gregos e romanos usaram-no como perfume, os Vikings foram os responsáveis pela sua introdução na Escandinávia, onde permanece popular até hoje. Os árabes atribuíam-lhe qualidades afrodisíacas e os antigos índios consideravam-na uma cura para a obesidade. Atualmente, a Guatemala é o país que mais exporta Cardamomo em todo o mundo.

As sementes têm uma cor esverdeada e as suas pequenas sementes são aromáticas com um sabor peculiar. A cor verde das bagas representa a sua qualidade: quanto mais vivo for o verde, melhor. Já as bagas de cor clara indicam que o Cardamomo está velho, foi colhido fora de época ou seco ao sol. O cardamomo tem aroma e sabor fortes, doces e pungentes, com notas de limão e hortelã. O cardamomo é uma das especiarias mais usadas e conhecidas da culinária indiana, sendo uma das bases do Garam Masala (uma mistura de especiarias moídas) . É uma especiaria rica em aroma e propriedades terapêuticas, tornando-a uma das mais preciosas.

Existem dois tipos principais de cardamomo: o preto e o verde (cardamomo verdadeiro). Há também o branco, que é uma versão branqueada do verde.

Cardamomo verdadeiro
O cardamomo verde (Elettaria cardamomom) é conhecido como cardamomo verdadeiro. Esta é a variedade mais comum que encontraremos à venda, tem um sabor mais aromático

Cardamomo preto
Diferente do cardamomo verdadeiro, o preto (Amomum subulatum) tem vagens maiores, que são marrom-escuras. Possui um elemento “defumado”, que o torna mais apropriado para pratos salgados. É cultivado no Himalaia oriental.

Cardamomo branco
É a melhor escolha para pratos doces, mas também funciona bem em pratos salgados. A versão branqueada, tem menos sabor. É cultivada em áreas tropicais, incluindo a Índia, Malásia e Costa Rica.

 

Informação nutricional

✅ O cardamomo é altamente rico em manganês, ferro, fibras, cálcio, potássio, fósforo, enxofre, magnésio, vitaminas A e C, zinco, riboflavina;

✅ Contém um óleo constituído por ácidos acético e fórmico. Esse óleo volátil, representa cerca de 5% da massa da semente e tem propriedades aromáticas e medicinais;

✅ Óleos como eugenol, ácido acético, alcanfor, terpinol, borneol, eucaliptol, limoneno, sabineno, felandreno, terpineno, linalol, mirceno, faxem também parte da constituição do cardamomo. Estes óleos proporcionam propriedades antioxidantes, ajudam a melhorar a digestão, estimulam o metabolismo e diminuem o crescimento de tumores.

Benefícios

 ✅ Consumido em bebidas quentes, ajuda na expetoração e catarro, auxiliando em casos de bronquite, asma, gripe e tosse;

Combate o mau hálito, tem ação antisséptica dentro da boca e as suas propriedades antibacterianas dos óleos auxiliam na manutenção da saúde bucal, além de prevenir dores de dente;

Ajuda na digestão e combater os gases, por ser rico em óleos essenciais( limoneno);

Combate enjoos e vómitos;

O chá de Cardamomo com mel alivia as dores de cabeça;

Possui cineol, um tipo de óleo com propriedade antibacteriana que atua contra a bactéria causadora das úlceras estomacais;

Possui eucaliptol, cânfora e borneol, que aumentam a circulação sanguínea corporal, podendo ajudar a combater a perda da libido e disfunção erétil;

As fibras e o potássio ajudam a manter o equilíbrio da tensão arterial;

Rico em fotoquímicos, ajuda na prevenção dos cancros da mama, ovário e próstata;

Contém propriedades antioxidantes combatem os radicais livres, prevenindo o envelhecimento da pele;

Considerado antidepressivo, auxilia em casos de stress e mau-humor;

Destaca-se ainda pelo seu efeito diurético e laxante.

 

Utilização de consumo

Normalmente aconselha-se o uso de até 3 sementes secas de cardamomo, trituradas, para cada chávena de água. Ferver por 10 minutos e abafar. Tomar após as refeições. Outra forma de se usar o cardamomo é misturá-lo ao café (uma semente de cardamomo na sua chávena de café quente) vai aromatizá-lo e, ao mesmo tempo, melhorar sua digestibilidade.

Para os diversos usos curativos, o cardamomo combina bem com outras ervas como camomila, canela, erva-doce e gengibre. Perfuma também delicadamente doces e compotas, saladas de fruta e gelados de citrinos.

 

Contra indicações 

Não se recomenda o uso em grávidas ou lactantes.

Deixe o seu comentário